Para trabalhar com marketing de afiliados, existem apenas duas estratégias possíveis: ou você trabalha a divulgação em seus sites e blogs ou você faz a divulgação diretamente em plataformas de anúncios. Não existe outra forma de se trabalhar com afiliação além desses duas. Portanto, o mais importante é você decidir antecipadamente se pretende desenvolver sites e blogs, que vão exigir conteúdo e um bom trabalho de SEO, ou se você pretende partir para a divulgação através de anúncios no Facebook, Google AdWords ou plataformas de native ads.
Normalmente, as campanhas ao clique são utilizadas por empresas de grande porte que procuram tráfego indiferenciado para seus sites. Tenha especial atenção ao tipo de regras e tracking que a empresa/anunciante realiza. Por vezes, são apenas contabilizados os cliques unitários e por IP, ou seja, se um mesmo usuário der dois cliques na campanha, você é remunerado apenas por um clique.

Como vimos anteriormente, uma outra forma de você trabalhar como afiliado é fazendo a divulgação diretamente por meio de publicidade paga, sejam anúncios no Facebook, no Google AdWords, Taboola, Outbrain ou outras plataformas de anúncios. Muitos afiliados profissionais ao redor do mundo trabalham somente com publicidade paga. Eles não criam absolutamente nada, exceto os anúncios para divulgação das ofertas de afiliado.
Gross Rating Points (GRP) é a soma das classificações alcançadas por um canal de comunicação específico ou horário. Representa a percentagem do público-alvo alcançado por um anúncio. O GRP é uma medida do impacto de uma campanha, é igual ao produto da taxa de cobertura (Reach) pela taxa média de repetição (OTS – Opportunity To See), sendo: a cobertura (Reach) o número ou percentagem (neste caso % é taxa) de indivíduos da audiência alvo que estiveram expostos à “mensagem” pelo menos uma vez durante a campanha; e a taxa de repetição ou OTS o numero de vezes que, em média, o potencial consumidor esteve exposto à “mensagem” da campanha. No entanto o GPRs na internet ainda não pode ser comparado ao dos mass media como a televisão (TV), pelo facto do número de pessoas com acesso à internet ser inferior à das pessoas que vêem TV e pelo próprio conceito de GPRs, que tem que ser adaptado para ser eficaz no Digital media de modo a ser devidamente medido em campanhas de b-Marketing (blended marketing).
Um caso de sucesso é o da marca Oreo da Nabisco. Esta marca teve uma quebra nas vendas a partir de 2000, devido às preocupações com a obesidade (crianças e adolescentes), no entanto em 2003 implementou medidas para revitalizar o consumo, particularmente um jogo online desenvolvido para as crianças de forma a recuperar a sua popularidade como “top of mind” junto desse target. O jogo online, com uma média de 7 minutos de jogo por utilizador foi um sucesso e a marca recuperou da quebra nas vendas, regressando ao volume de vendas habitual no fim desse ano.
Tal como o próprio nome indica, o CPF é o Custo por Formulário, ou seja, a ação pretendida ao promover este tipo de programa de afiliados é a inscrição do usuário num determinado formulário. Por norma, os valores pagos por CPF são fixos e os formulários poderão ser simples ou complexos. Ao promover este tipo de programa, se você conseguir com que um usuário acesse a página de aterragem do programa e preencha o formulário disponível, você recebe imediatamente um valor por esse CPF, independentemente se o usuário depois se tornou cliente da empresa, comprou produtos dela ou não.
Esse modelo passou a ser utilizado em praticamente todos os grandes portais e órgãos de comunicação, que vendiam seus espaços publicitários no modelo de CPM a seus anunciantes, porque consideravam que o usuário que navegava em seus sites já estava sendo impactado por esses anúncios, simplesmente por visualizá-los, mesmo que não clicasse. Ainda hoje, o valor de CPM é utilizado em plataformas de anúncios como o Facebook e Google AdWords e é uma métrica extremamente importante de análise de desempenho e custo. Além do mais, é impossível definir a taxa de cliques (CTR) de um anúncio sem termos em consideração o número de impressões dele.
If you want to be successful with Internet marketing, you have to be willing to learn about it. Just like with any other ventures, you need to have sufficient training. You need to research about the different product categories, pay per click advertisements, banner advertisements, video marketing, social bookmarking, forum marketing, and article marketing.

By using Internet platforms, businesses can create competitive advantage through various means. To reach the maximum potential of digital marketing, firms use social media as its main tool to create a channel of information. Through this a business can create a system in which they are able to pinpoint behavioral patterns of clients and feedback on their needs.[30] This means of content has shown to have a larger impingement on those who have a long-standing relationship with the firm and with consumers who are relatively active social media users. Relative to this, creating a social media page will further increase relation quality between new consumers and existing consumers as well as consistent brand reinforcement therefore improving brand awareness resulting in a possible rise for consumers up the Brand Awareness Pyramid.[31] Although there may be inconstancy with product images;[32] maintaining a successful social media presence requires a business to be consistent in interactions through creating a two way feed of information; firms consider their content based on the feedback received through this channel, this is a result of the environment being dynamic due to the global nature of the internet.[29] Effective use of digital marketing can result in relatively lowered costs in relation to traditional means of marketing; Lowered external service costs, advertising costs, promotion costs, processing costs, interface design costs and control costs.[32]


Una guía completísima y útil Frank. El asunto “publicidad frente a afiliación” es bastante interesante, sobre todo porque la publi convencional en Internet parece que ha tocado casi fondo. De hecho hasta el New York Times se interesa ahora por los enlaces de afiliados como via de diversificar ingresos y ha comprado una web que se dedica precisamente a eso, a revisar productos y obtener comisiones de Amazon, como modelo de negocio.
×