Os chamados infoprodutos, ou produtos digitais, são também uma excelente forma de trabalhar com marketing de afiliados. Existem várias plataformas que oferecem esse tipo de produtos e também muitos afiliados trabalhando na divulgação, recebendo comissões extremamente elevadas pelas vendas geradas. Este é um mercado que está crescendo imenso no Brasil.
Data-driven advertising: Users generate a lot of data in every step they take on the path of customer journey and Brands can now use that data to activate their known audience with data-driven programmatic media buying. Without exposing customers' privacy, users' Data can be collected from digital channels (e.g.: when customer visits a website, reads an e-mail, or launches and interact with brand's mobile app), brands can also collect data from real world customer interactions, such as brick and mortar stores visits and from CRM and Sales engines datasets. Also known as People-based marketing or addressable media, Data-driven advertising is empowering brands to find their loyal customers in their audience and deliver in real time a much more personal communication, highly relevant to each customers' moment and actions.[37]
No início da internet comercial (antes de 2000) o banner era a principal peça de marketing digital. Com a evolução da tecnologia Flash da Macromedia, as peças deixaram de ser apenas GIFs animados, e evoluíram para Rich Media (internet rica) com muita interatividade e animações complexas. Com o crescimento do HTML5 e adoção pelos grandes navegadores web, o Flash deixou de vir instalado nessas aplicações e o HTML5, juntamente com CSS3 e o JavaScript, começam a ganhar esse terreno para fazer as complexas campanhas interativas.

O modelo de comissão sobre as vendas é extremamente utilizado em programas de afiliados de e-commerces. O programa de afiliados da Amazon, por exemplo, trabalha num modelo de comissão por CPV, em que o afiliado recebe uma comissão de 3% e 7% sobre as vendas geradas no e-commerce da Amazon. Este modelo é extremamente interessante de trabalhar, pois ao direcionar um usuário para comprar na Amazon, você recebe uma comissão sobre todas as compras realizadas por aquele usuário, e não importa se ele comprou os tênis que você sugeriu ou não.
Teste, teste e teste. No marketing não existem verdades absolutas. Aquilo que funciona para mim, possivelmente não vai funcionar para você. Questione tudo o que você lê e ouve…e teste. Teste sempre. Quanto mais você testar, maiores serão as suas chances de ser bem sucedido enquanto afiliado. O melhor produto, não é, necessariamente, aquele que gera mais vendas. A melhor plataforma de afiliados não é, necessariamente, aquela de que toda a gente fala. Esse mercado é muito grande e as oportunidades são inúmeras. Teste tudo!
Se um determinado programa de afiliados está rendendo uma boa grana, isso não significa que você não pode testar outras ofertas. Na realidade, testar é importantíssimo em tudo o que tenha a ver com marketing digital; e o marketing de afiliados não é diferente. Procure escolher entre três e quatro programas de afiliados para promover, fazendo sempre testes de conversão com cada um deles.

Na internet, esse modelo de comissão sobre as vendas é chamado de marketing de afiliados ou affiliate marketing (em inglês). O primeiro programa de afiliados na internet foi criado em 1996 pela Amazon e se chamava Amazon Associates. O programa continua existindo até hoje e foi um dos principais propulsores de crescimento da Amazon, uma vez que milhares de afiliados promoviam os produtos da empresa nos Estados Unidos, recebendo uma fatia sobre as vendas. Caso eles não gerassem vendas, a Amazon também não estaria investindo dinheiro nenhum com essa publicidade, uma vez que ela pagaria uma comissão somente por vendas realizadas.
×